Agendamento para auxílio-reclusão no INSS

A população carcerária do Brasil cresce mais a cada dia, e com isso, milhares de famílias acabam recebendo o suporte do governo, é o chamado auxílio-reclusão. Sendo que se você deseja receber esse benefício é necessário saber como fazer agendamento do auxílio-reclusão do INSS.

Dependentes dos cidadãos que cumprem prisão no regime fechado ou semi-aberto têm direito a receber um valor mensalmente. No entanto é importante que esses dependentes não estejam recebendo nenhum outro benefício, como aposentadorias ou pensão.

Além disso, o carcerário precisa ter contribuído com o INSS por pelo menos 24 meses, e que o seu salario contribuição seja inferior a R$ R$ 1292,43.  Uma informação importante é que mesmo que o contribuinte não esteja trabalhando no momento que entrou para o sistema penitenciário, mas cumpriu os requisitos mencionados acima, os seus dependentes têm direito ao benefício.

E se você quiser saber todo o processo de como fazer agendamento do auxílio-reclusão do INSS, continue acompanhando esse post.

Passo a passo para agendar

Basicamente você pode fazer o agendamento do auxílio-reclusão de duas maneiras: Pelo telefone do órgão disponível no 135, ou através do site do INSS.

Na primeira opção, basta ligar para o 135, e solicitar ao atendente o agendamento do auxílio-reclusão.

É muito provável que você tenha que informar ao funcionário alguns dados importantes, portanto, ter em mãos documentos pessoais é muito importante. Também é recomendável já deixar separado o número do PIS  e Pasep, que precisam ser passados para finalizar o procedimento.

Já se você deseja saber como fazer agendamento do auxílio-reclusão do INSS através da internet, precisa seguir o seguinte passo a passo:

  1. Acessar o site do INSS na opção agendamento, disponível no link https://portal.inss.gov.br/servicos-do-inss/agendamento/.
  2. Ir até “Agendar”;
  3. Selecionar a opção desejada dentro da guia “aposentadoria”, que nesse caso é o auxílio-reclusão. Nesse momento é necessário digitar um código de verificação informado pelo sistema, para poder continuar o processo.
  4. Preencher corretamente todos os campos da página seguinte. Isso inclui o nome completo, documento de identificação, e-mail e telefone para contato. É muito importante conferir se todos os dados informados estão corretos.
  5. Envio de toda documentação pedida pelo sistema. Esses papeis poderão ser enviados via correio, ou digitalizados e enviados pelo próprio site.
  6. Escolher a unidade mais próxima do INSS, pois é preciso comparecer pessoalmente. Essa busca pode ser feita por CEP, ou digitando o nome do município.
  7. Escolher também a data e horário que seja mais conveniente.
  8. Confirmar todas as informações, imprimir o comprovante de agendamento no qual consta o local e também o horário que você precisa ir até o posto.

Documentos obrigatórios

Para completar o pedido de agendamento do auxílio-reclusão é necessário que sejam enviados alguns documentos obrigatórios. São eles:

  • Termo de representação, requerimento ou procuração, que deverá ser assinado pelo contribuinte, e preenchido com os documentos principais como identidade e CPF;
  • Todas as comprovações de contribuição;
  • Todos os documentos pessoais do contribuinte;
  • Outras comprovações ligadas ao caso, e que possam agilizar o processo de alguma maneira.

Vale ressaltar, que no dia da conversa, o INSS poderá solicitar que sejam apresentados também:

  • Documento fornecido pela entidade carcerária que consta a data de inicio da pena, e também específica em qual regime a pessoa se encontra.
  • Documentos que comprovem a ligação do contribuinte com os dependentes;
  • CPF dos presos e também de todos os dependentes;

Após feito agendamento, e se por algum motivo você não consegui comparecer no dia e horário marcado é possível realizar o reagendamento.

Para isso basta apenas ligar para o 135, cancelar o agendamento antigo, e agendar uma nova data.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *