Até que idade o pênis cresce?

Quando se é adolescente sempre há dúvidas sobre o tamanho do pênis. Se você é homem com certeza já se fez a pergunta crucial: até que idade o pênis continua crescendo? E além dessa pergunta: será que o tamanho do meu pênis é normal, aumentar o pênis?

Uma coisa que quase ninguém sabe é que o tamanho do pênis é definido pela genética. Isso mesmo, alguns estudos afirmam que o crescimento do membro é genético. Hoje vamos falar sobre isso, ou seja, o tamanho do pênis.

Como o pênis funciona?

Todos nós sabemos que o pênis é um órgão exclusivamente masculino. Composto pela glande (também conhecida como cabeça) cheia de terminações nervosas, e dois corpos cavernosos, que ficam localizados nas laterais. Quando o homem tem uma ereção esses corpos cavernosos, localizados nas laterais do pênis se enchem de sangue. É por esse motivo que o membro cresce de tamanho durante as relações sexuais.

O pênis cresce até qual idade?

Aos 12 anos de idade o pênis começa a ganhar tamanho, ou seja, se desenvolver. Esse desenvolvimento dura até os 18 anos. Após esse período o pênis engrossa e atinge o seu estado adulto aos 21 anos.

Quando o homem atinge seus 21 anos acaba a sua fase de puberdade. O tamanho médio do pênis do brasileiro é de 15,7 cm e a média mundial é de 14 cm, como aumentar o penis.

Qual o tamanho médio de um pênis?

A média do tamanho do pênis é de 12 a 16 cm, homens com pênis de 14 cm estão na média mundial. A maior média peniana do mundo é encontrada no Congo, onde o tamanho médio do pênis é de 17 cm. No Nepal você encontra a menor média, que é de 9,3cm.

Então se você é homem, adulto e seu pênis mede 16 e 12 centímetros você tem um tamanho considerado dentro da média normal.

Falando em grossura a média brasileira é de 12,99cm. O país onde os homens tem o pênis mais grosso é nada França: 13,64cm. A Turquia é o país onde a grossura do pênis é a menor: 8,89cm. Considerando esses números o brasileiro está muito, obrigado!

Vale lembrar que esses números devem ser considerados para homens adultos, complemente desenvolvidos. Então, se você tem menos de 21 anos, é provável que seus números não tenham alcançado a média nacional.

A medição do membro masculino deve ser feita da parte de cima do pênis (a partir do osso que fica localizado na base peniana) e indo até a cabeça (glande). Para saber exatamente a grossura do seu membro você deve usar uma fita métrica e enrola-la na glande (corpo).

Existem algumas pesquisas que demonstram resultados globais sobre tamanho do pênis em vários países. Ao fazer uma breve busca na internet você pode ter acesso a pesquisas sobre a circunferência e até o volume do mesmo. Dê aqui uma conferida, clique aqui.

3 dicas de como fazer seu vídeo aparecer na pesquisa do YouTube

No artigo de hoje você vai aprender como detonar com esses 3 PONTOS FUNDAMENTAIS de SEO pra vídeo em 2018. Afinal de contas, otimizar seus vídeos para o YouTube é mínimo que você deve fazer  se deseja ranquear seus vídeos na pesquisa do YouTube. E também é muito importante se você deseja receber mais visualizações de vídeos sugeridos!

Então se ranquear seus vídeos e receber mais visualizações pare algo interessante para você…Fique ligado nesse artigo!

Hoje você vai aprender como detonar na escolha do seu título, descrição e tags. Lembrando que o motivo pelo qual você deve fazer isso, é porque essas são as 3 metadatas essenciais para que o Youtube saiba para quem mostrar o seu vídeo.

Título dos vídeos

Começamos pelo Título. A melhor forma que eu encontrei de criar um título que o Youtube goste e que a sua Audiência se interesse é utilizar a seguinte fórmula: PALAVRA CHAVE + ATRAÇÃO. Isso significa que você terá que fazer uma pesquisa de palavra-chave antes de escolher o título do seu vídeo…

E no segundo passo você vai pegar essa palavra chave e deixar ela mais interessante, mais
atraente para que o seu público alvo queira clicar. Fácil de entender né? Utilize a Palavra Chave o mais no começo do título o possível e ao redor dela você vai embelezar para que o seu título fique atraente, clicável.

Você pode estar se perguntando: “Mas e como eu faço para deixar o título mais atraente?” Simples. Use adjetivos. Adjetivos são qualidades. Por exemplo: “ 3 formas RÁPIDAS de perder peso “, “ Dieta SIMPLES para perder barriga “,  “ Exercício REAL de 3 minutos para ganhar músculos.”

Esses adjetivos do SEO do seu título devem sempre ser pensados de forma que a pessoa que ler, vai ficar mais inclinada a clicar, seja porque o conteúdo é fácil, rápido, completo, exclusivo, ou qualquer outro BENEFÍCIO para o leitor.

Descrição do vídeo

A descrição é muito muito simples, aqui você deve escrever de 3 a 5 linhas, focando em escrever algo interessante e que descreva o conteúdo do seu vídeo. O ideal é repetir 1 única vez na descrição, a palavra chave que você está utilizando no título.

Depois de escrita essas 3 a 5 linhas você pode adicionar seu call to action, links para as redes sociais e outras coisas importantes que as pessoas queiram saber sobre você. Uma ótima dica aqui é adicionar suas palylists e também uma breve descrição do que se trata o seu canal.

Tags dos vídeos do YouTube

Essa é parte que a maioria se perde e com razão. Por isso vamos ver o quê o Youtube tem a
dizer sobre as TAGS? Organize as tags, as mais relevantes vem primeiro:

  • Inclua tags gerais e especificas: Descreva o vídeo de maneira detalhada e precisa;
  • Atualize as tags quando novas tendências surgirem;
  • Não use tags irrelevantes, isso viola as diretrizes do YouTube;
  • Repita a palavra chave do título do seu vídeo;

Tudo muito simples e fácil de entender. Porém ainda assim a gente se perde na hora de escolher TAGS. Por isso uma boa pedida é utilizar o app do TubbeBuddy para ajudar você a selecionar suas tags com confiança e clareza.

Deu para ajudar? Se tiver dúvidas deixe-as ai nos comentários que vou responder assim que possível. Já fez algum curso de Seo? Conta pra mim!

Você sabe como tirar o passaporte?

Seu sonho é viajar pelo mundo, mas você não sabe por onde começar a tirar o passaporte? Engana-se quem pensa que é muita burocracia. Com alguns passos, você consegue tirar seu passaporte rapidamente. Confira:

1- Para começar, dê entrada no requerimento do passaporte no site da Policia Federal. Você deve preencher o formulário eletrônico clicando aqui. Você precisará ter em mãos os números de seus documentos principais.

2- Depois de feito o cadastro, é necessário imprimir a Guia de Recolhimento da União (GRU) e pagar o boleto dentro do prazo de vencimento; é muito importante que você guarde ou imprima o comprovante de pagamento da guia. Se houver algum problema você tem como comprovar que o pagamento foi feito dentro da data correta.

3- Compareça no posto da Policia Federal escolhido com toda a documentação exigida (a lista você vê no final deste post). Você deverá chegar com no mínimo 15 minutos de antecedência portando o comprovante de pagamento da GRU e o protocolo de solicitação. Em quase todas as unidades da DPF é preciso agendar um horário para apresentação;

4- Depois de tudo feito é preciso aguardar. Você poderá retirar o seu passaporte pessoalmente com RG e recibo da apresentação na data e local indicado.

É possível consultar o andamento da sua solicitação no site da Polícia Rodoviária Federal, veja aqui.

Valores do passaporte

Desde julho de 2015 o passaporte comum eletrônico brasileiro passou a ser emitido com a validade de 10 anos. Antes disso o passaporte brasileiro tinha validade de 5 anos. Os valores também mudaram com essa nova regra. Confira abaixo os preços atualizados para retirada do passaporte nacional:

  • A taxa para tirar o passaporte comum é de R$ 257,25;
  • Caso você queira renová-lo o valor é de R$ 257,25.

Vale destacar que se você precisar emitir um passaporte emergencial ele tem um valor maior. Para emitir um passaporte emergencial é cobrado o valor de R$334,42 (isso se você apresentar seu passaporte anterior). Se você precisar fazer a emissão de novo passaporte sem a apresentação do passaporte anterior (estando válido ou não) o valor das taxas é de R$ 514,50.

Documentos necessários para fazer o passaporte

  • Documento de identidade (como carteira de identidade, habilitação ou militar);
  • CPF;
  • Certidão de casamento (quem casou e mudou de nome);
  • RG ou certidão de nascimento (para menores de 18 anos);
  • Título de eleitor e comprovantes de votação dos dois turnos (se houve) da última eleição. Na falta deles, leve uma declaração da Justiça Eleitoral que prove que está em dia com as obrigações eleitorais;
  • Certificado de reservista ou uma declaração da Junta Militar de que está em dia com o Serviço Militar (para os homens entre 18 e 45 anos);
  • Certificado de naturalização para os naturalizados;
  • Comprovante de preenchimento do formulário online;
  • Comprovante do pagamento da guia (GRU);
  • Passaporte anterior (quando houver).

Você já escolheu o seu destino?

Vale lembrar que o passaporte facilita muito na hora de viajar. Existe, nos aeroportos brasileiros, guichês e máquinas de atendimento exclusivas para quem possuí passaporte. É possível viajar para alguns países da América do Sul sem passaporte. Você não precisa de passaporte e pode viajar só com RG para Argentina, Uruguai, Paraguai, Equador, Chile, Peru, Bolívia, Colômbia e Venezuela.

Porém é necessário redobrar a atenção. Se o seu voo fizer conexão em países que exijam passaporte você terá problemas. Isso acontece, por exemplo, no Panamá. Ou seja, só use o RG em voos diretos.

Saiba mais em: https://twitter.com/machobr

Qual o melhor instrumento musical para iniciantes?

Todo mundo, em algum momento, quis tocar algum instrumento. Em alguma ocasião você puxou a barra da saia da sua mãe e falou “mamãe, me dá um violão”, ou “mamãe, me dá um piano”, “mamãe me dá um cavaquinho“, ou “mamãe, quero tocar flauta”. E é normal que a sua mãe compre um instrumento mais meia boca pra você, já que você está começando.

O problema é que você pode se tornar um músico e ficar com esse instrumento quebra-galho por muito tempo. Ah. Antes que eu me esqueça: já deixa o seu joinha pro lordão! Bem. Na minha opinião, um instrumento barato só serve pra testar se você realmente quer estudar ele.

Instrumento bom ajuda no aprendizado?

A partir do momento que você tem alguma expectativa de se tornar um músico profissional, ou simplesmente quer estudar o instrumento pra tocar bem, é sua obrigação comprar um instrumento que preste. E eu só me dei conta do quão importante é ter um bom instrumento muitos anos depois de ter começado a estudar cavaquinho. Sim, eu fui prejudicado por um instrumento barato. Não comprei um cavaquinho para iniciantes.

Se eu tivesse tido um instrumento bom como este que tenho hoje na época que comecei, tenho certeza que estaria tocando ainda melhor. O erro é achar que o iniciante, por não ter técnica suficiente, não notará a diferença entre um instrumento bom e um ruim, mas isso é mentira.

Um bom instrumento não tem problemas mecânicos que podem vir a criar vícios quase que irremediáveis no futuro. Utilizando o cavaquinho como exemplo, se você comprar um cavaquinho de algumas marcas nacionais ou internacionais que não prestam muito, você vai adquirir um instrumento meio duro, difícil de sair som. Logo, pra se ouvir bem, você vai sentar a mão no cavaquinho, tocar forte, e isso prejudica a sua noção de dinâmica.

Também são instrumentos não muito sensíveis ao toque, que quando apertados com pouca força, falham e não emitem som algum, o que te limita ainda mais na questão dinâmica. Aí, quando você passar pra um cavaquinho de boa qualidade, tudo vai soar muito forte, vai cansar o ouvido.

Lógico que com um instrumento com uma mecânica complexa como o cavaquinho, por exemplo, isso fica mais evidente, mas e em instrumentos que não tem quase que mecânica alguma, como o violão? Além de questões de segurar afinação, um violão com uma acústica ruim também limita a questão dinâmica, comprometendo a sua execução.

E isso, por mais técnico que possa soar pra você, é um problema bastante elementar, que cria vícios desde cedo. Além do fato de um instrumento com som feio é um instrumento desagradável pra se ouvir o tempo todo; então um instrumento mequetrefe pode também desanimá-lo na rotina dos estudos.

Agora. Cuidado para não exagerar. Chegando em determinado nível de qualidade, os instrumentos vão ficando muito parecidos. A diferença entre um Stradivarius e um bom violino de Luthier, veja aqui, de mais de 3 mil reais é mais sutil do que você pode imaginar, e só vai fazer sentido se você toca numa grande orquestra ou é um solista profissional.

Aí sim você pode deixar pra comprar o instrumento top de linha mais pra frente, quando for um mestre no assunto. Dia desses eu ouvi a diferença entre uma flauta de 300 dólares e uma de 20 mil, e me surpreendi com o quão sutil a diferença sonora é. Eu não sou um grande conhecedor de flautas, mas acredito que uma flauta de 300 dólares tenha uma mecânica bem razoável, que pode ser mais que o suficiente para um iniciante.

O problema seria você comprar uma flauta de 100 dólares, por exemplo. Mesmo que a diferença sonora ainda seja sutil, a questão mecânica do instrumento faz toda a diferença. Você pode não ouvir a diferença numa comparação rápida, mas no dia-a-dia você vai ver que há uma grande diferença SIM.

Pra você que tá começando agora no cavaquinho: eu sei que cavaquinho é um instrumento mais barato (comparado a um piano, por exemplo), mas se você planeja ser um bom pianista, invista em um piano bom, de uma marca com renome no mercado. Se quiser tocar cavaquinho, pesquise por um instrumento bom, com um valor que caiba no seu bolso.

Mas é claro que não adianta muito ter um ótimo instrumento mas não ter um bom professor, e é por isso que eu te convido a conhecer uma boa escola de música. Nela você encontrará aula de cavaquinho, piano, teoria, percepção, e se você for mais moderninho encontrará até cursos de produção de música eletrônica.

Existem cursos que são bem objetivos e te garantem o direito de tirar todas as dúvidas que tiver diretamente com o professor, por tempo indeterminado. Vale a pena pesquisar!

Alimentação para prevenir ejaculação precoce

Entre tantos problemas e disfunções resultantes da reação do organismo para com o corpo, a influência de uma alimentação ruim é bem comum de estar ligada ao problema.

A melhora da alimentação ou evitar ingerir alguns alimentos podem ser simples soluções para grandes problemas que jamais imaginaríamos existir algum tipo de conexão.

O mesmo acontece com a ejaculação precoce.

Um dos principais causadores de vergonha e reações de pânico no homem, afeta entre 20 e 30% da população masculina.

Muitas vezes ligada a problemas de estresse, cansaço e ansiedade, a ejaculação precoce também pode ser consequente de uma má alimentação, ou até mesmo o fato de não ingerir alguns alimentos que auxiliam a combater o problema que assombra qualquer homem.

Diante desse quadro reunimos algumas dicas de alimentos que previnem e ajudam a controlar a ejaculação precoce.

Alimentos que ajudam a combater ejaculação precoce

Embora não sejam cientificamente comprovados, os benefícios de alguns alimentos podem auxiliar a performance masculina na cama devido às suas propriedades nutritivas.

Mas, em que alimentos estão escondidas essas propriedades e que podem ser benéficas para muitos homens?

Os grupos de alimentos que envolvem os vegetais, frutas e, acredite, até doces, são boas alternativas para melhorar o desempenho sexual e lidar com o problema da ejaculação precoce.

Para completar, itens como mostarda e pimenta também podem ser inseridos nessa relação, pois eles oferecem mais disposição, contribuem para o combate do estresse e são capazes até de fornecer mais alegria para o homem.

Entre os demais vegetais, que trabalham diretamente no sistema nervoso, surgem como opções o espinafre, a acelga, a rúcula e o agrião.

Quanto aos doces (falamos de doce, lembra?), é impossível deixar de fora o chocolate. Você já ouviu dizer que chocolate proporciona uma sensação de bem-estar? Pois ele também atua dessa forma para combater a ejaculação precoce.

O chocolate é um ótimo “remédio” para a depressão, pois além de acalmar o cérebro, ele dá energia ao corpo devido ao estímulo da produção da serotonina, principal hormônio do bem-estar e da felicidade no ser humano.

E não vamos nos esquecer das frutas. Se tiver uma fruteira composta por laranja, uva e maracujá, por exemplo, pode-se dizer que começou bem. Elas são ricas em vitaminas e ajudam a diminuir o cansaço do dia a dia.

Alimentação correta pode ajudar o homem

O hábito correto da alimentação não é exatamente um remédio para combater a ejaculação precoce.

Porém, aproveitar os benefícios que os nutrientes dos alimentos nos oferecem é uma forma de combater o problema.

Uma vez que não existe um alimento que retarda a ejaculação, buscar auxílio em alimentos que combatam os motivos pelos quais a ejaculação precoce se manifesta é uma forma inteligente de lidar com o problema.

Na maioria dos casos, a ejaculação precoce é causada pelo estresse, ansiedade e cansaço, basta buscarmos a solução em alimentos que combatam, então, o estresse, a ansiedade e o cansaço.

Controlando a ejaculação precoce

Assim, podemos perceber que a ejaculação precoce pode não ter cura, ou até mesmo nem ser um problema crônico, apenas pontual.

De qualquer forma, o problema que aterroriza os homens pode ser controlado de maneira simples e que traz, não apenas benefícios para combatê-la, mas para melhorar a saúde do corpo e da mente e prevenir outras doenças que possam surgir.

Investir em uma alimentação saudável e dar atenção aos alimentos que previnem a ejaculação precoce é uma forma inteligente e simples de atingir a raiz do problema sem ser necessário o uso de medicamentos, cirurgias e até mesmo acompanhamento médico.

Fonte: https://www.henriquepazin.com/xtrasize-funciona/

Técnicas para solos de cavaquinho

Aula de cavaquinho

Se a gente pensar aqui em alguns gêneros musicais, o Brasil tem uma riqueza fenomenal em termos de gêneros musicais, e o cavaquinho funciona bem em muitos desses gêneros, mas a gente vai abordar alguns aqui, que eu estou considerando mais importante a gente fazer nesse momento.

Por exemplo, se você vai tocar um maxixe, você pensa naquele ritmo do maxixe que tem um bumbo fazendo “tum-dum-dum, tum-dum-dum, tum-dum-dum”.

Tem uma caixa fazendo “taca-tica-tunca, tacuntaca-tica-tunca tacuntaca-tica-tunca, tacuntaca”.

Tem, digamos, um triangulo fazendo um tiquindingue, tiquindingue, tiquindingue, tiquindingue.

Esses três, se a gente tiver na cabeça essas três células rítmicas, a gente pode pensar numa levada de maxixe fazendo uma sequência em Dó maior, e sempre mudando um pouco de posição.

E tem muitas variações que a gente pode fazer dentro desse ritmo.

Eu vou começar de novo fazendo esse maxixe e mostrar algumas variações pra vocês.

Uma sequência em outro tom, vou fazer uma sequência aqui, em Lá maior, pensando em uma levada de choro.

Vocês puderam observar uma levada mais delicada, enquanto no maxixe a gente fez uma coisa muito incisiva com o movimento da palheta, quando a gente vai tocar um choro, agente pode pensar nos acordes mais arpejados um pouco, né?

Claro que existem vários tipos de choro também, mas se a gente pensar um choro do Jacó  Bandolim, “Doce de Coco”…

Teve um músico, um cavaquinista, baiano, que morou aqui no Rio de Janeiro durante muito tempo, Carlinhos do Cavaco, que ele inventou um jeito de tocar cavaquinho que virou uma referência também, ele usava o cavaquinho com uma afinação diferente.

Então para tocar o samba, fazia uma palhetada mais incisiva e fazia umas variações rítmicas sensacionais.

Tem muitas gravações que a gente pode ver da Clara Nunes, do Roberto Ribeiro onde ele usa isso.

Percussão e cavaquinho

Essas levadas se relacionam muito com a percussão, quando a gente está tocando em determinado ritmo.

Então, é importante para você que está experimentando tocar o cavaquinho, prestar atenção no que a percussão está fazendo e procurar se relacionar com a percussão, imitando ou fazendo alguma coisa que complemente aquela levada ali, mas eu acho até importante, no primeiro momento você tentar imitar o que está acontecendo ali.

Se você pensar em um tamborim tocando, vai assim que vai funcionar perfeitamente fazendo exatamente a mesma célula rítmica que o tamborim está fazendo.

Daqui a pouco eu vou falar de alguns macetes de encadeamentos de acordes, e dentro desses encadeamentos, a gente fazer mais algumas variações de levadas aqui.

Se a gente pensar, por exemplo, em um baião, em um samba-canção, em uma polca. Existem um universo imenso de variações que a gente pode fazer em cima desses ritmos básicos.

Observar músicos tocando cavaquinho

Eu aconselho você, que está interessado mesmo em se dedicar mais ao cavaquinho, ou até por curiosidade se você não conhece ainda, gravações onde o Canhoto do Cavaquinho, toque Regional do Canhoto, gravações do Jacó do Bandolim, onde você vai observar o Jonas tocando, é uma verdadeira aula de cavaquinho.

Gravações da Clara Nunes, do Roberto Ribeiro ou de diversos outros sambistas onde aparece o Carlinhos do Cavaco tocando.

São algumas referências que eu tô dando assim, que vocês podem procurar facilmente isso e ouvir com atenção e procurar imitar aquilo que eles estão fazendo ali.

É tudo dentro disso que estou mostrando para vocês, só que é acontecendo já na música, entendeu?

Então está tocando junto com outros instrumentos, você pode observar a forma como eles estão se relacionando com os outros instrumentos, no acompanhamento das músicas.

O momento em que ele vai dar uma palhetada para tirar um pouco mais de som, fazer um piano em seguida, tocar baixinho, esse tipo de detalhes de interpretação que vocês podem pescar nessas gravações, como uma complementação desse trabalho que a gente está fazendo aqui.

Macetes de encadeamento no cavaquinho

Aula de cavaquinho

Bom, alguns macetes de encadeamento, dentro daquela ideia que a gente deve aproximar os acordes, se você fizer o Sol maior, o Si bemol diminuto, o Lá menor, o Ré com o Ré com sétima e o Sol.

Si com sétima, Mi menor, Lá com sétima, Ré com sétima e Sol maior, novamente.

Então, se a gente pensar, por exemplo, em uma sequência de Fá maior.

Vou dar um outro exemplo aqui, se você fizer esse acorde aqui, que seria uma Fá com sexta:

Dó, Fá, Ré, Lá.

As notas são essas desse acorde: Dó, Fá, Ré, Lá, é um Fá com sexta.

Se você for fazer um Ré com sétima, basta você chegar o dedo indicador uma casa pra frente.

Se você for fazer um Sol com sétima em seguida, basta você descer o indicador e o segundo dedo meio tom, aí você vai fazer o quinto grau, o Dó com sétima, para voltar para o Fá. O Fá com a nona adicionada no dedinho.

Agora você está aqui em Sol menor, vai fazer uma sequência em Sol menor…

Dó menor com sexta e Fá com sétima, Si bemol com sexta.

E depois voltando para o tom.

Vocês podem observar que, como facilita o encadeamento, você tem que movimentar pouco a mão para conseguir o efeito do acorde, por outro lado, mesmo você movimentando pouco você está dando a cara da harmonia.

Se você só escutar, você percebe o caminho que essa harmonia está fazendo.

Aí você pode pensar em fazer aqui subindo Sol, Mi sete, Lá menor, Ré sete, Sol, diminuto, Lá menor, Ré sete e Sol.

A gente foi em um sentido e voltou depois, entendeu?

Esses encadeamentos a gente pode usar em qualquer tom.

Em qualquer lugar que você estiver no braço do cavaquinho você pode usar, e é sempre muito mais prático quando a gente anda com os acordes próximos uns dos outros.

10 dicas para emagrecer com saúde

Jejum intermitente emagreceHoje eu quero falar para vocês de 10 dicas sobre como emagrecer com saúde.

Porque óbvio, todo mundo busca emagrecer, e muitas vezes se foca muito no resultado estético, né?

Mas a saúde também é muito importante.

Além da perda de peso, é importante que você mantenha sua massa muscular durante esse processo.

É importante que seus ossos fiquem fortes, que você tenha energia, que seu sistema imunológico fique fortalecido.

Quem já não começou uma dieta e ficou gripado depois, né? Porque tinha aquela dieta maluca, super restritiva.

E é também interessante que com essa nova alimentação que você faça, você consiga diminuir o risco de doenças cardiovasculares, risco de hipertensão, de diabetes, de colesterol alto, de algum tipo de câncer, enfim… que possa te ajudar como um todo, para saúde.

Existe dieta certa para emagrecer?

Você pode perguntar: “Qual é dieta certa para você emagrecer com saúde”?

Na verdade, gente, nenhum plano funciona para todo mundo, né?

Vai depender do seu tipo físico, do seu nível de atividade física, da sua saúde, né?

Se você tem alguma comorbidade, ou alguma doença previamente existente, se você faz atividade física, quais são seus objetivos, suas preferências alimentares, né?

Tem gente que não come algumas coisas que é impossível comer, não dá para colocar na dieta.

Então a gente leva tudo isso em questão, personalizando a dieta.

Porque quanto mais personalizada for a dieta que você vai consumir, seja você que organize isso, ou um nutricionista, preferencialmente, maiores são as chances de sucesso.

De que você consiga continuar com esse plano alimentar por mais tempo.

E esse que é o segredo para você de fato continuar magro.

Então vamos lá, às 10 dicas!

Dica 1

Primeira dica, faça mudanças graduais.

Não dá para você querer mudar sua alimentação inteira do dia para noite.

Mudanças muito radicais aumentam muito a chance de você desistir, enquanto que as mudanças graduais fazem com que você substitua os hábitos.

E ao longo do tempo, fique uma coisa mais internalizada para você, fique mais natural.

Dica 2

Segundo: tome sempre café da manhã.

Algumas pessoas acordam na correria: “ah, eu tenho que tomar banho, dar banho nos meus filhos, botar a roupa pro uniforme, e pronto! Come nada e sai direto”..

E assim, é muito importante você se alimentar depois desse longo período de jejum, que é a madrugada.

E isso vai fazer com que você acelere o seu metabolismo, o seu organismo perceba que você acordou, que ele pode começar a gastar mais do que o metabolismo basal.

Por falar em ficar muito tempo sem comer,  tem muitas pessoas que entraram na onda da dieta jejum intermitente.

A minha recomendação sobre isso é: procure uma orientação médica antes de começar. Jejum intermitente emagrece, mas é muito importante ter acompanhamento profissional!

Mas voltando às dicas para emagrecer com saúde, lembra sempre de consumir proteína magras.

E então nesse momento talvez você possa comer um ovo, uma omelete de claras ou fazer um shake com whey protein, carboidratos de baixo índice glicêmico.

Você pode colocar uma aveia nesse shake ou você pode comer uma torrada integral junto com esse ovo. E uma fonte legal de gordura.

Você pode colocar nesse shake que eu falei, algumas castanhas ou um pouquinho de óleo de coco, fica bem gostoso, dá um sabor super legal!

E, lembra sempre que: quando a gente consegue fazer uma alimentação mais equilibrada, mais completa, a gente evita aquele pico de insulina do que algumas pessoas que consomem… são por exemplo um pão com suco de laranja, fatalmente vão ter de manhã.

Dica 3

Terceiro: Faça refeições frequentes.

O ideal é que você coma de 3 em 3 horas, e aí isso vai dar mais ou menos umas 5 ou 6 refeições por dia. O que que isso faz, com você?

Isso faz com que o seu nível de açúcar no sangue fique estável, isso te dá menos fome.

Faz com que você engorde menos e diminuia aquele desejo por doce, por guloseimas.

Além de manter seu metabolismo sempre ativo, porque tá sempre dando comida, então ele entende que ele pode gastar sempre, porque você não tá em privação alimentar, isso é uma dica muito importante!

Dica 4

Quarta dica agora: não corte os grupos alimentares!

Você não precisa eliminar um grupo inteiro de nutriente para você conseguir emagrecer.

Pode ser que a proporção seja um pouco diferente para você.

Talvez você precise consumir um pouquinho menos de carboidrato, ou um pouquinho menos de gordura, isso, mais uma vez, vai ser individualizado. Mas você não precisa cortar!

Isso não é saudável, tá bom?

Os carboidratos são combustíveis preferenciais do cérebro e as gorduras são muito importantes para formação de vários hormônios, inclusive a testosterona que contribui na massa magra.

Então cortar grupo alimentares não tá com nada!

Dica 5

Jejum intermitente emagreceConsuma mais proteínas magras, essa é uma dica bem legal!

A proteína é muito importante porque ela diminuí o índice glicêmico da refeição.

Porque ela faz com que a digestão seja mais lenta e o alimento passe mais devagar do estômago para o intestino aonde, de fato, ele é absorvido.

Então consumir proteína é importante, mas se a gente seja consome uma proteína gordurosa, com uma quantidade de gordura alta, a gente consome muito mais calorias do que precisaria.

E aí, meio que dá uma anulada nesses efeitos positivos.

Dica 6

Sexta dica: priorize sempre consumo de carboidratos de baixo índice glicêmico.

Esses carboidratos não querem dizer que o carboidrato de baixo índice glicêmico é um alimento com baixo índice glicêmico.

Tenha pouco carboidrato, e isso quer dizer que o carboidrato é absorvido mais lentamente e então ele vai entrar numa infusão mais gradual no seu plasma, não vai dar pico de insulina.

O pico de insulina, eu sempre falo, é muito ruim para você porque, se você secreta uma quantidade muito grande de insulina de uma vez só, você também vai carregar uma quantidade muito grande de glicose, para dentro da célula.

E se você não tiver terminado um treinamento agora, tiver no meio de um treinamento, isso vai fazer com que você acumule gordura, então não é nada interessante.

Dica 7

Sétimo: consuma gorduras insaturadas, gorduras benéficas.

Nozes, castanhas, azeite, alguns peixes, é uma gordura muito saudável, ela vai te dar mais saciedade.

Ela diminui o tamanho do índice glicêmico da refeição, ela é uma gordura que adiciona sabor a sua alimentação, então te dá mais prazer.

Mas mesmo sendo uma gordura saudável, lembra que gordura é o que tem 9 calorias por grama, que é mais do que o dobro do que a proteína e o carboidrato, que tem 4.

Então tem que limitar a quantidade, tá bom?

Dica 8

Coma bastante fibra.

A fibra é aquela tríade legal de diminuir o índice glicêmico, né? Proteína magra, gordura boa e fibra.

A fibra também ajuda a diminuir o índice glicêmico, porque ela também leva mais tempo para ser digerida e demora mais para passar do estômago pro intestino.

Ela também tem vários efeitos positivos.

Ela regula o trânsito intestinal, ela te dá uma sensação maior de saciedade, isso tudo é muito interessante, muito importante.

Dica 9

Nono: beba muita água.

A água é muito importante, até porque, às vezes, o sinal de fome é confundido com o sinal de sede.

Então, muitas vezes bebendo água você consegue emagrecer, porque você vai consumir menos calorias da comida que você estaria comendo.

A água também tem um papel fundamental de para quem tem dúvidas sobre o jejum intermitente como fazer.

Ela reúne nutrientes, ela remove toxinas, melhora nossa digestão. Então a água por si só também é bom para sua saúde, não só pro emagrecimento.

Dica 10

Jejum intermitente emagreceE, a décima dica, que é uma das minhas principais: não se prive de nada!

Ela meio que remete àquela questão da dica 1, de faça mudanças graduais.

Mas é isso, a gente não pode tirar o prazer da alimentação.

Isso é muito importante para a gente, a gente obviamente tem que pensar em se nutrir, mas a alimentação passa pelo social também.

Um jantar com seu marido, com seu namorado, um happy hour com os amigos, uma festa de aniversário.

Então, você sabendo colocar pequenas quantidades de alimentos não tão saudáveis, não vai ter um impacto tão grande na sua alimentação e no seu emagrecimento, tá bom?

Fica por aí, que a gente vai se falando. Tem muita dica legal vindo para você.

Maneiras de aumentar libido

O stress diário, o uso de drogas, alcool, e idade podem acabar com seu desejo sexual de uma hora para outra. Como você pode finalmente recuperar sua vida sexual e sua vontade de fazer sexo? Te conto abaixo.

Dicas para combater problemas sexuais

Quando o assunto é falta de desejo sexual ou falta de vontade de transar isso é normal. Atinge homens de várias idades e etnias. Algumas vezes isso acontece por uma doença física e em várias outras acontece por doenças mentais, power blue.

Dialogue

Com certeza um dos maiores problemas são os dentro do seu próprio relacionamento. Esses problemas fazem com que a vontade de se relacionar fique cada vez mais escassa e chata. A falta de conversa diminui em 50% o libido de homens e mulheres.  “Muitos casais não se comunicam e acabam evitando o sexo”, diz Cynthia Graham, professora de saúde sexual e reprodutiva da Universidade de Southampton. Essas questões aumentaram as chances de perda de desejo em apenas 20% e 19% entre os homens.

Cuide dos seus hormonios

Já é confirmado que homens acabam perdendo a vontade de transar quando tem problemas hormonais. E a testosterona é um dos principais causadores da falta de libido. E para que isso aconteça uma das principais dicas é: durma bem. Uma pesquisa concluiu que quem dorme mais tem 15% mais chances de querer transar no dia seguinte.

Se masturbe

Outras pesquisas apontam que as pessoas que se masturbam sozinhas tem mais chances e competência para se relacionarem sexualmente nos próximos dias. Ou seja, a vontade de estar com alguém aumenta. A dica é: faça isso sozinho.

“A masturbação pode ajudar as mulheres a aprender coisas em que podem ensinar seus parceiros sobre como deliciá-los”.

Fantasie

Vários pesquisadores afirmam que pessoas que fantasiam aumentam seu libido. E isso vale ainda mais para as mulheres. Ao fantasiar relações sexuais as mulheres aumentam também seu interesse pelo sexo.

Relaxe

O stress aumenta os níveis de hormônios que fazem mal para a saúde. Então é necessário que você tenha algo que te faça relaxar e deixar os problemas de lado por pelo menos uma hora diária. Seja fazer um exercício que gosta, ouvir música, ver um filmes ou um série que te faça esquecer dos problemas.

Faça exercícios

Fazer exercícios e se alimentar corretamente pode ser o primeiro passo para trazer a libido de volta. Pessoas que comem muita fritura ou muito mal fazem com que você se sinta mais pesado e menos animado para ter relação sexual.

Exercícios regulares podem fazer com que você se sinta melhor e muito mais disposto para retomar sua forma anterior. Isso pode aumentar o desejo aumentando a confiança, power blue comprar.

Dicas de economia doméstica

Você sabe qual é a regra número 1 para viver com tranquilidade financeira? A regra é simplesmente gastar menos do que ganha.

É tão simples que às vezes dá até raiva. As pessoas podem dizer: “Isso é muito simples. Por que você está escrevendo um artigo para falar sobre isso?”

Mas vou te explicar porque essa regra é básica, porque você não consegue fazer isso (por mais simples que seja) e ainda darei 3 dicas para mudar esse cenário. Estou escrevendo essa postagem para te dar uma dica muito simples.

Serão, na verdade, três dicas absolutamente poderosas para você mudar sua vida financeira. Se você quer ter tranquilidade e estabilidade financeira, você precisa gastar menos do que ganha – simples assim.

Por mais ridícula (e até idiota) que essa dica possa parecer, ela é a base do sucesso financeiro. Temos mais de 60% da população endividada no país porque as pessoas não fazem o mais básico em relação ao dinheiro, que é gastar menos do que ganha.

Com isso, surgem uma série de reclamações e desculpas para justificar esse fato: “os juros são muito altos”, “já vivo com o mínimo necessário”, “já analisei meu orçamento eu não encontro onde ele possa ser diminuído”, “todo mês eu gasto tudo o que eu ganho e às vezes até um pouco mais e tenho que usar o cartão de crédito”.

Esses (e outros) maus hábitos financeiros levam ao endividamento. Isso gera uma vida financeira não muito próspera, cheia de incômodo e estresse, causando vários problemas todos os meses. O básico é gastar menos do que ganha…mas como fazer isso?

Dicas para gastar menos

A dica número 1 é anotar todos os seus gastos nos próximos 30 dias. Faça isso da forma mais simples possível, usando papel e caneta ou o aplicativo para notas no celular. Depois desses 30 dias você terá um Raio-X da sua vida financeira. Assim, você poderá analisar todos os seus gastos e, com isso, encontrar onde estão os vazamentos do seu orçamento.

Essa análise vai deixar claro quanto você está gastando comendo fora de casa, de supermercado, combustível, transporte… Às vezes fazemos cálculos mentais e achamos que gastamos “somente 100 reais comendo fora de casa”, mas quando colocamos na ponta do lápis, talvez vejamos que é 200. Talvez o mesmo aconteça com combustíveis e outras coisas. A partir daí você poderá saber onde você pode reduzir um determinado gasto ou até mesmo eliminá-lo – talvez você veja que ele não é tão essencial e que causa um impacto muito grande na sua vida financeira.

Portanto, durante os próximos 30 dias, anote todos os seus gastos.

A dica número 2 é pagar a si mesmo primeiro. Pense no que acontece quando você ganha seu dinheiro todos os meses: o dinheiro cai na sua conta e você paga a fatura do cartão de crédito, a conta do supermercado, abastece o carro, paga o condomínio, para o aluguel… Com isso, você está pagando ao dono do posto de gasolina, ao dono do supermercado, ao dono do seu imóvel, ao condomínio do seu prédio…você está pagando a todo mundo, menos a você.

Ficamos sempre naquela expectativa de investir “o que sobrar no final do mês”. Mas todos os meses o dinheiro não sobra no final. Não temos a disciplina de pensar num orçamento e segui-lo à risca. Uma das formas de forçar essa disciplina é separar o dinheiro assim que ele entrar na sua conta – pelo menos 10%. Esse valor pode ser até mesmo 50 ou 100 reais.

Vamos supor que você ganhe 1000 reais por mês. Assim que esses 1000 reais caírem na sua conta, separe 100 e viva com os outros 900. Se vire nos 30 dias que faltam, mas pague sempre a você primeiro. Crie o hábito de não gastar tudo o que você ganha simplesmente separando desde o começo do mês um pouco desse valor.

A terceira dica é montar um fundo de emergência. Já falei várias vezes sobre isso. O fundo de emergência é uma reserva financeira. Ele é feito para imprevistos. E imprevistos são coisas que você realmente não estava prevendo, e não material escolar, IPTU, matrícula do seu filho – essas são coisas previsíveis e são uma questão de planeamento.

Um imprevisto pequeno pode ser uma peça do carro, um reparo na casa, um atraso de salário. Um imprevisto maior pode ser uma despesa médica ou até mesmo a perda de um emprego. A reserva financeira vai ajudar a cobrir esses gastos.

Assim, quando acontecer o imprevisto, você não vai precisar recorrer aos empréstimos, ou ao cartão de crédito (sem saber se poderá pagá-lo no próximo mês). Depois de ter anotado seus gastos, organizado sua vida financeira, estar pagando a si mesmo primeiro e estar acumulando dinheiro, você poderá ter um fundo de reserva para continuar com tranquilidade financeira mesmo durante os imprevistos.

Você pode recorrer a reserva para pagar aquela despesa pontual e, quando as coisas se regularizarem, você poderá repor o fundo. Essas foram três dicas muito simples de como gastar menos do que você ganha. Se você acha que não dá para gastar menos do que você ganha, saiba que sempre há espaço para fazer isso.

Eu tenho certeza que você poderá mudar sua vida financeira com essas três dicas. Você poderá viver com muito mais tranquilidade financeira. Esse era o objetivo desse artigo.

Mais em: https://twitter.com/eudetpmoficial

 

3 dicas para aumentar o tráfego do seu site

Você quer trabalhar duro, ou quer trabalhar espertamente? Claro que você quer trabalhar espertamente. E sabe de algo? Com seu SEO on-page, existem apenas algumas táticas que vão trazer a maior parte dos seus resultados. Isso mesmo. Sim, você pode fazer várias coisas, e sim, tudo vai ajudar com seus rankings no Google, mas algumas delas vão realmente alavancar seus rankings.

Hoje vou compartilhar com vocês três hacks de SEO on-page que vão alavancar seus rankings. Para vocês que não sabem o que é SEO on-page, são as mudanças que você faz no seu site, no seu código para conseguir rankings mais altos no Google.

O Google é um computador. Quando ele está rastreando o seu site, ele precisa ler código, zeros e uns. Você já viu Matrix, é parecido com aquilo. Eles estão rastreando para descobrir do que se trata o seu site, e sim, você pode fazer várias mudanças, e todas elas vão ajudar seus rankings.

Mas hoje eu vou compartilhar com você três que vão ajudar a impulsionar seu SEO on-page e os seus rankings. Então a primeira é o Google Search Console. Você já me ouviu falar sobre isso anteriormente, é uma ferramenta grátis que o Google te dá.

O motivo pelo qual eu continuo falando sobre essa ferramenta grátis é porque poucos de vocês estão usando. Por que você não usaria uma ferramenta que o Google te dá, e que te fala como você pode aumentar seus rankings?

Então se cadastre no Google Search Console, após adicionar seu site, eles te dão instruções passo a passo. Você vai, após ele coletar os dados, isso pode levar alguns dias, você clica em Search Analytics. Após clicar em Search Analytics, você vai ver quais páginas estão aparecendo nos rankings, a quantidade de cliques, de impressões, e a taxa de cliques.

Impressão é a quantidade de pessoas que estão fazendo uma busca no Google onde suas postagens estão naquela página. Por exemplo, digamos que você pesquisa a palavra “cachorro”, e você clica na primeira postagem, a postagem número dois ainda recebe aquela impressão, porque você viu, mas não clicou nela. Isso que é uma impressão.

Não significa que você clicou, ou que não clicou, só significa que você viu uma postagem. Todas as postagens na página dois, não receberiam aquela contagem de impressão, porque você só clicou na postagem da primeira página.

Então você deve buscar as que tem um número de impressão alto e uma taxa de cliques baixa. Isso significa que as pessoas veem a sua postagem, mas não clicam nela. Então ao ajustar sua title tag…

Quando você faz uma busca no Google, você vê um título, que geralmente é azul ou rosado, na verdade não é rosado, seria um texto azul ou meio roxo. Roxo é quando você já clicou. E depois a descrição embaixo. E o que acaba acontecendo é, se você for deixar isso mais chamativo, o que vai acontecer? Mais pessoas vão clicar.

Então pegue seu título, e insira adjetivos e palavras que fazem as pessoas quererem agir imediatamente. Palavras como facilmente.

Maneiras de dobrar seu tráfego de mecanismo de busca facilmente

Vê como isso é mais instigante do que 10 maneiras de dobrar seu tráfego de mecanismo de busca? Você fica: “Wow, eu quero a maneira fácil, porque isso significa que vai ser muito mais fácil para eu dobrar meu tráfego de busca. E o mesmo vale para sua meta descrição.

Ao colocar uma frase chamativa, isso inclui as palavras-chave, você terá muito mais chance de receber cliques. Não é só encher de palavras-chave em tudo. Você tem que se certificar de que é legível para humanos. Se tiver usando WordPress, você pode ajustar seu título e sua descrição usando o plugin Yoast SEO.

Após fazer isso, você deve deixar, e após 30 dias, você deve ver se sua taxa de cliques aumentou ou diminuiu. Se sua taxa de cliques aumentou, o que vai acontecer é, o Google vai ficar tipo: “Wow, esses caras estão recebendo muitas impressões e muitos cliques agora, isso significa que as pessoas amam isso”.

E se você conseguir mais cliques do que a pessoa acima de você, o que isso significa? O Google vai ficar tipo: “Wow, essa postagem é mais relevante do que a de cima, vamos trocar elas de lugar”.

É assim que você continua aumentando os seus rankings lentamente. É esforço, não é uma mudança tão difícil, mas é um esforço que precisa de muito tempo antes dos rankings aumentarem a partir dele, mas é uma das melhores maneiras de aumentar seu tráfego.

E o legal do Google Search Console é que ele te mostra todas as palavras-chave que estão recebendo impressões. Você pode adicionar as que têm um número alto de impressões e ignorar as que têm um número baixo.

A segunda dica que eu tenho para você é se certificar de que o seu site é super rápido. Não estou falando simplesmente sobre se certificar de que o seu código é realmente limpo, e que assim você sabe que seu site carrega rápido.

Também estou falando sobre seu servidor, e use uma rede de distribuição de conteúdo. Por exemplo, se seu servidor for devagar, não importa quão limpo o código do seu site seja, ele não vai carregar rápido.

Não use aquela hospedagem barata de cinco dólares, pague por algo que é decente. Eu uso WP Engine, é caro, mas meu site carrega rápido por causa deles. A outra coisa que você deve fazer, como eu falei é utilizar uma Rede de Distribuição de Conteúdo. Dessa forma se uma pessoa na Índia acessar seu site, seu site vai ser puxado de um servidor que está na Índia. Ele vai carregar muito mais rápido para as pessoas ao invés de elas terem que esperar que o sinal da internet busque de um servidor na América do Norte.

Você deve se certificar de que o seu servidor está próximo delas, e não, você não precisa comprar servidores ao redor do mundo todo, ao invés disso use uma rede de distribuição de conteúdo como a Akamai, e isso vai garantir um carregamento super rápido para seu site.

E a última dica quando se trata de acelerar seu site, se certifique de usar também o framework AMP do Google. Então se uma pessoa estiver em um dispositivo móvel, isso vai garantir que o seu site carregue super rápido para ela.

Eu não me importo se uma pessoa tem um celular 4G ou LTE.  Sabe de algo? Algumas vezes você está em uma área com uma cobertura horrível, então ter um site compatível com AMP garante que ele carregue super-rápido.

Eu ouvi muitas pessoas dizendo que se você tiver um site compatível com AMP, o tráfego alavanca. Eu descobri que geralmente não acontece isso em regiões como América do Norte, Canadá, Austrália, Reino Unido, mas descobri que meu tráfego em lugares como o Brasil aumentou muito após eu ter implementado o protocolo AMP.

Então, ao ter seu site compatível com o framework AMP do Google, você vai notar que recebe mais tráfego dos países de terceiro mundo, ou regiões que não têm uma tecnologia tão boa quanto a da América do Norte.

A última diga que eu tenho para você é, dê um tema para seu site. E aqui está o que eu quero dizer com isso. Digamos que o seu site fala sobre SEO, continue somente com SEO. Não vá de SEO para anúncios na TV ou no rádio. Ao ter um site específico sobre um tema, você vai se sair muito melhor.

Após a atualização do Google Hummingbird, eles ficaram tipo: “Wow, sites que são super detalhados e completos sobre um tópico normalmente têm muito mais chances de terem mais conhecimento sobre esse assunto e nós devemos ranquear eles muito mais alto”.

E sabe de algo, isso que acontece. Então aqui está o que quero dizer com “dê um tema para seu site”. Digamos que você está escrevendo um grande guia de SEO, parecido com o Guia de SEO para Iniciantes da Moz. Você pode ter uma página que fala sobre, o que é SEO?

Depois você pode falar sobre SEO on-page, ou depois link building, ou depois você poderia falar até mesmo sobre construção de marca, e como isso impacta SEO. Você como estou falando sobre seções diferentes de SEO? Você não precisa ter uma página grande.

Assim como o guia deles, você pode separar em capítulos diferentes, subseções, ou em páginas. Isso permite que você ranqueie várias páginas com um termo, assim como empresas como a Moz está fazendo. Então se certifique de que você está realmente indo atrás de um tema. Muitas pessoas querem ser muito amplas. O que importa não é ser amplo. O que importa é ser específico sobre um assunto, dominar ele, e continuamente criar mais tópico sobre ele.

Isso não significa que você deve simplesmente continuar a criar conteúdo de SEO on-page. Eu não criaria 50 artigos sobre SEO on-page. Por quê? Porque isso vai confundir o Google. Eles vão ficar tipo: “Qual artigo de SEO on-page devemos ranquear com a palavra-chave SEO on-page?”.

Ao invés disso, eu deixaria esse artigo mais detalhado, colocaria mais subseções que explicam componentes diferentes de SEO on-page. O que importa é tematizar. Se seguir essas dicas você vai se dar muito bem.

Veja mais aqui: https://twitter.com/henrique_pazin